cidade

Mãe encontra a filha pela primeira vez, 17 dias após o nascimento

Publicado dia 01/06/2021 às 13h33min
Mãe estava com Convid quando a filha nasceu.

Manhã de quinta-feira, dia 27 de maio, a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena tem sua trajetória marcada mais uma vez por um fato da vida real. Mãe e filha se encontram pela primeira vez, dezessete dias após o nascimento da menina. Um momento único e regado com muita emoção se deu dentro da UTI Adulto, onde a mãe se encontra em regime de internação para continuidade do tratamento às complicações da Covid-19. Para a enfermeira Ester Pereira e a técnica de enfermagem, Fabiana Oliveira, profissionais que conduziram a menina até a mãe, foi um momento mágico. “Nunca imaginávamos que viveríamos algo tão intenso e marcante. Quando aproximamos a menina de sua mãe, ela sorria o tempo todo”, pontuaram.

 

A mãe deu entrada na Santa Casa de Misericórdia no início do mês de maio, já positivada para Covid-19, foi encaminhada para internação em um leito clínico. Dois dias após, seu quadro de saúde agravou-se sendo transferida para a UTI Emergencial Covid a qual atende pessoas acometidas pela Covid-19. Foi intubada e neste período entrou em trabalho de parto e sua filha nasceu de parto normal. Segundo o ginecologista e obstetra Dr. Adeilton, que assistiu ao parto, a escolha do parto normal foi o melhor procedimento para a mãe no momento. A filha veio ao mundo pesando 1kg870g e não testou positivo para Covid-19, porém, manteve-se os cuidados da unidade de UTI Neonatal.

 

Uma pequena guerreira que atingiu o peso ideal encontra-se em bom estado de saúde. Sua mãe, no último dia 23, após cumprimento de todo protocolo seguro para isolamento da Covid-19, foi transferida para a UTI Adulto deste hospital, está restabelecendo sua saúde e como não apresenta o riso de contaminação, a equipe multiprofissional das unidades de apoio puderam propiciar este momento histórico, e a mãe não contendo as lágrimas de alegria por conhecer sua filha.

 

 

Fonte: redação